terça-feira, 29 de dezembro de 2009

ideiando o veraneio!!!

Com uma inspiração maravilhosa para escrever, eu não conseguia ficar quieta, mas confesso que devido à preguiça de levantar... o texto foi perdido, assim como são perdidas grandes intenções no dia-a-dia. E pior, nem sei mais sobre o que eu iria escrever.... Uma pena!!
Então, prometi a mim mesma sempre estar com caneta e papel à mão, pois a inspiração não tem hora. E a minha ainda é muito mal educada, adora chegar quando estou descansando...

Veraneio – palavra que explica um período de descanso, aliás, pressupõe descanso. Mas o que é veraneio???

Heheheh....eu acho que é levar os problemas para tomar banho de sol e de mar, no caso de se ir à praia. É tentar esquecer o que deixamos para trás, esquecer comendo um milho verde na beira do mar ou tomando uma geladíssima água de coco na areia... é mudar o astral de acordo com a cor adquirida depois de fritar feito bife a milanesa ou sorrir despreocupadamente comendo cascão com o sorvete escorrendo de tanto calor. Estás rindo?? Mas é isso mesmo!!!!
Veranear é fazer do verão uma válvula de escape, é a tentativa de suar os assuntos pendentes para que eles se autodestruam...
Veranear é encontrar as amigas no supermercado, mas todas fantasiadas de praia, com suas características originais modificadas, mas sempre fazendo a mesma coisa, pois ainda não inventaram um refrigerador que se autoabasteça.
Mas vamos ver o lado bom??? Dormir até cansar, sem hora para acordar, tirar uma soneca depois do almoço, comer camarão na beira da praia, tomar aquela cerveja gelada, que no verão se chama loira suada... Morrer na cozinha de tanto cozinhar para as visitas, isso também faz parte!!!!

Acho que prefiro o ar condicionado lá de casa e um filminho das praias do Caribe.


Em tempo: não consigo postar fotos, a conexão está deixando a desejar!!!

domingo, 27 de dezembro de 2009

ideiando as águas..



Nunca choveu tanto por aqui.....
nunca as águas foram tããããão importantes nas nossas vidas....
Chuvas que lavam, alagam, afogam....
Chuvas que interditam, que ditam, que metem medo....
Chuvas que molham nossas preocupações, que nos deixam em alerta.
Não sei porque falo sobre isso hoje, pois eu constatei que nunca bebi tanta água como atualmente.... Chuvas do nosso corpo, que sua, que chora, que se emociona.
Vou pensar nessa relação das águas...

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

ideiando o Natal...


BOAS FESTAS A TODOS!!!!


Hoje, escrevendo um email, me dei conta do quanto eu fui feliz e do quanto sou feliz.... olhem o que escrevi:

mais do que ninguém eu gosto de família reunida, mesa farta, alegria e bagunça, presentes coloridos espalhados embaixo da árvore, bolo de mel, biscoitos feitos por mim e pelas crianças, cheiro de velas queimadas e músicas natalinas o dia inteiro... Sempre foi assim aqui em casa. Abraços, oração ao pé da árvore e lágrimas fazem parte.
Hoje, anos depois, nos encontramos com a família dolorosamente diminuída, sem os pais, sem os avós e sem o marido. Agora o Natal é mais calmo, perdeu muito da sua magia, mas não do seu encantamento. Hoje vamos para a casa do meu irmão, lá vai ter a bagunça a que estávamos acostumadas!!!!!
E quando mais uma noite de Natal terminar, restará a alegria de juntar os papéis espalhados, recolher a mesa que foi farta e diversa, empacotar os presentes para trazer para casa.....e dar no pira....hehehehe....rumo à praia, rumo às festas de fim de ano.
Vai ser bom sentar na beira da praia ao cair do sol, conversando e sentindo que o tempo escoa sem a necessidade de controlá-lo.
O sentido do NATAL é o renascimento....em todos os sentidos. O nosso se completa no dia 25, arrumando as malas e tomando o rumo decidido....
O outro renascimento se processa na alma, todos os dias.
Be happy!!!!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

ideiando o natal...


Há um tempo eu deixei meus cabelos brancos aparecerem e agora estou bem diferente....todos concordam que ficou charmoso, eu estou me gostando, o que é mais importante.... e hoje recebi um monte de elogios de diversas pessoas, mas também um comentário me preocupou....

Estava eu na fila imensa/interminável de uma loja de brinquedos, numa mão com um lindinho exemplar da raça atual de crianças nesse planeta, de 5 anos, inquieto e feliz por natureza... meu sobrinho-neto..... na outra imensos pacotes que eram presente para ele, de aniversário e natal.

Odeio filas, odeio shoppings e ainda mais nesses dias superlotados, eu estava ali por amor àquele belo menino, que cantarolava alegre e curtia visualmente seus presentes.

Se aproximou de nós uma garota de uns 20 anos, me olhando bem dentro dos olhos e perguntou se eu me importava em lhe responder uma coisa.....ela queria saber, educadamente, se eu tinha mais de 60 anos....porque então eles estavam abrindo uma fila prioritária, tinham mais pessoas "de idade"....

Agradecida me fui pra tal fila onde eu era a segunda, rapidamente fui atendida deixando os incômodos da espera das outras filas horrorosas pra trás.

Mas fiquei preocupada e quando sai da loja me olhei em todas as vitrines que passei..... Será que fiquei com aparencia de mais velha com esses cabelos brancos??? ....... hehehehehehehehe....... mas a liberdade que estou sentindo em não ter que tonalizar as raizes do cabelo a cada mes, de não precisar cortar e, ainda por cima, de não pentear mais..... não tem satisfação igual!!! Me sinto livre, muito livre.... vou dar uma corzinha na minha pele e vou ficar melhor ainda!!!!!
Sessentona, mas com charme!!!!

ideiando a tristeza da perda....


Hoje tive momentos de tristeza, ao estar presente na cerimônia de enterro das cinzas de uma mulher que eu amava muito.

A tia Anny. A última representante da geração dos pais, da familia do Armin.

Ela foi minha "ídola", pois era o que eu queria ser.... alegre, festeira, disposta, sempre de bem com a vida, todos gostavam dela... foi com ela que nos meus 30 anos (ela com 60) coloquei mochila nas costas e passei 2 meses perambulando pelo Velho Mundo.....depois fui pra NYork onde os primos amados (meu marido e o filho dela) nos esperavam.... Ela me ensinou muito...

Quando completou 90 anos me disse que nem parecia que estava com toda essa idade, ela não sentia isso.... Se foi aos 92...

Mas como eu não consigo deixar de pensar sobre os acontecimentos, voei longe e escrevi: .......caminhando pelas alamedas do Cemitério Evangélico, vendo os nomes nos túmulos, percebo que ali está a história de toda uma geração, de várias é claro.... mas muito da geração dos nossos pais.
Um nome aqui evoca uma lembrança, outro nome ali lembra outra, e assim vai....
O vento balança as árvores que vão permeando o ar com seus cheiros característicos e o silêncio se faz presente, apenas interrompido pelos meus passos, rápidos, para alcançar o portão de saída, como a não querer lembrar que tudo termina ali. A presença de quem já se foi se torna muito intensa nesses momentos, a tristeza volta e se instala...

Com os olhos marejados me vejo entrando rapidamente no carro e me afastando de lá, com a incômoda sensação de impermanência.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

ideiando Bombas e a chuva....




Chuvaaaaa.... barrooooo..... revisando meus arquivos "dos antigamente" dei de cara com essas fotos, adorei lembrar desse dia.... é claro que agora eu lembro com prazer, mas no dia não foi muito prazeroso o problema não, mesmo estando de férias....
Foram necessárias 2 patrolas e uma retro para tirar nosso Transbolhão de 12 ton daquele atoleiro. E um cansaço imenso...
Para emparelhar os terrenos à beira mar, em Bombas/SC, foram contratados 130 caminhões de terra para aterrar tudo. Mas chovia aquela chuvinha fininha, aquela que não molha mas encharca, sabem qual é?

Pois é, quando queriamos ir embora, prontos e cheios de pique para voltar para POA, olha só o que aconteceu.... Foi um sufoco, aquele monstro escorregou de uma trilha que haviamos mandado fazer e babaus! Entrou no sabão...
Depois a gente deu boas risadas, mas na horaaaaaaaa.................

ideiando Ipanema em dia de ciclone....

Havia um alerta sobre um ciclone, que passaria pela nossa costa.





Todos estavam apreensivos... Ele passou mais ou menos ao largo de Ipanema, mas os ventos muito fortes enlouqueceram o Guaiba, que teve a sua rara chance de aparentar ser um mar....
Eu moro aqui praticamente uma vida inteira, jamais vi o Guaibão assim tão alto....

sábado, 12 de dezembro de 2009

ideiando um casamento...



Casamento da Carla e do Rafael, ela filha do meu primo-irmão. Um reencontro de familia gostoso, papos em dia, alegria, conversas de bastidores, promessas e um convivio recheado de estórias e histórias de familia, dos tempos de criança, das traquinadas em conjunto dos primos...Também reavivando a lembrança de todos que já não estão mais conosco, mas que deixaram um pedacinho de si em cada um de nós.


A estas alturas, a nova geração está com a vida em andamento, todos colocados ou se colocando profissionalmente e nós, que já vivemos essa fase, lembramos dos nossos tempos de expectativas e esperanças, de farras e festas, de inicios e desencontros.


É bom lembrar....e também se orgulhar dessa turminha que até ontem andava de fraldas e hoje está assim, alguns espalhados pelo Brasil, em empregos de futuro...





sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

ideiando o natal...

Na Sociedade Germânia estão muitas das nossas tradições em mantéria de enfeites natalinos, biscoitos, pães de mel, marzipan... Lá se compra o Stollen, que não pode faltar na mesa da noite de Natal.
Pra nós, ir até o Bazar faz parte de uma história de familia que já tem 25 anos....



O Natal sempre me fez feliz, é uma época alegre, com seus cheiros característicos, velas acesas, toalhas próprias, pinheiro..... é quando preparo biscoitos, compotas, tudo ao som de músicas natalinas... curto a árvore e a colocação dos presentes embaixo dela...

Esta foto foi feita no Gasômetro, há dois anos atrás.

domingo, 6 de dezembro de 2009

ideiando o pagodão de domingos!!!!

video

Aos domingos, aqui em Ipanema, uma dona de academia sublocou seu patio (de frente pro Guaíba) para um pessoal que toca pagode, com malditas caixas de som e microfone, onde o cantor comanda o espetáculo.

Um espetáculo....

Mas de desprezo pela ordem social de um bairro tranquilo, de desprezo pela invasão nos ouvidos alheios, em dia de descanso e vida familiar.

Juro que não me agrada ouvir as belas canções natalinas que eu estava escutando, enquanto arrumava meu pinheiro de natal, misturadas aos pagodes dessa turma. Cadê meu direito de ouvir somente o que quero???

Na entrada da minha casa gravei o som dos pagodeiros, que reproduzo aqui. Mas o video deu somente uma pálida idéia do que é o som, alto e desafinado muitas vezes, uma tortura para os ouvidos.

Cadê a fiscalização do SMAM, porque com absoluta certeza eles não tem licença ???

ideiando a saudade...


Permaneço nesse deserto
vazio... e onde às vezes me perco...
sinto falta da tua mão,
da nossa vida,
do teu abraço,
da tua presença,
do nosso nós...

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

ideiando gloxinias







Gloxinias....elas tem florescido todos os anos nas minhas janelas...



As flores, como elementos vivos, precisam de ambientes onde se sintam bem, para florescer. Sol adequado, água certa e produzem muito...
Quando elas florescem abundantemente, me sinto muito honrada em tê-las aqui comigo, pra mim isso significa que o "clima" da minha casa está bem, elas me escolheram para se darem....